16 de Dezembro de 2019, atualizado ás 16:12

Dólar recua a R$ 4,06 e chega ao menor número desde novembro



Por: | Economia

Compartilhar:
         

Após a grande alta no mês de novembro, o dólar caiu nesta segunda-feira (16), chegando na marca de R$ 4,06.

Segundo investidores, essa queda tem relação com as negociações entre Estados Unidos e China, que voltaram a conversar na última semana, contribuindo com a economia mundial

Com o começo das negociações e abertura das bolsas de valores nesta segunda, o dólar recusou cerca de 0,96%, com variação de R$ 4,06 a R$ 4,07 na venda.

Assim, o real foi a moeda que melhor enfrentou esse aumento do dólar nos últimos dias, e essa queda trouxe um fôlego para a economia interna do país.

Antes desa queda, o menor valor do ano tinha sido em 07 de novembro, quando a moeda americana chegou ao patamar de R$ 4,0686.

Segundo a UOL Economia, os especialistas em câmbio já estavam contando com essa mudança na cotação do dólar, e aguardavam apenas uma melhoria nas negociações entre EUA e China para que realmente os valores pudesse aparecer.

Porque negociação entre EUA e China mexem com o valor do dólar

Dólar recua a R$ 4,06 e chega ao menor número desde novembro – Foto: Pixabay

Esse aumento e queda do dólar tem ligação com as negociações entre EUA e China em virtude dos dois países estarem conversando sobre a redução de taxas.

Anteriormente os americanos queriam taxar os produtos chineses, onde segundo o governo, isso iria favorecer a economia dos EUA e os produtos fabricados dentro do país.

Acontece que, como muitos países ainda tem negócios fortes com a China, essa forma de tratar feita pelos americanos não foi bem aceita pelo mercado econômico, gerando a alta do dólar em diversos países, incluindo o Brasil.

Por isso, quando foi anunciado que os Estados Unidos estariam reduzindo as tarifas dos chineses em troca de o país comprar produtos americanos, o mercado reagiu bem e o dólar voltou a cair, chegando aos número que já eram vistos no começo do ano.

Na última sexta-feira (13), o dólar tinha fechado na casa dos R$ 4,10, bem abaixo dos valores apresentados anteriormente, mas acima do esperado pelo mercado,

Também, esse aumento do valor do dólar estava deixando o turista brasileiro, que programou as viagens de final de ano no exterior, bastante assustado e preocupado.

Por isso, essa queda anunciada nesta segunda dá um alívio quem pretende negociar a moeda americana nos próximos dias.

Segundo o Banco Central, o Brasil ainda tem um estoque forte de dólar para negociação, mas é bom ficar de olho em como o câmbio reage nos próximos dias, ainda mais com a chegada das festas de final de ano.

Isso porque ainda não tem uma data certa para que o acordo entre EUA e China seja firmado no papel, e essa falta de compromisso formal pode contribuir para a volta do crescimento do dólar no mercado de câmbio.




Raquel Luciano

  

0 Comentários