PORTAL ECONOMIZANDO

Compras online de Natal deve movimentar R$ 11,8 bilhões

Publicidade

Natal está chegando e com ele cresce as compras online por presentes, movimentando no comércio em uma das datas mais importantes para as vendas. Segundo dados da ABComm, associação que representa a venda de compras online no Brasil, somente no Natal, as lojas esperam faturar cerca de R$ 11,8 bilhões esse ano, impulsionando a economia nacional.

Assim, ainda dados da pesquisa, no Natal de 2019 o brasileiro gastará uma média de R$ 310 em compras online, com destaque para produtos eletrônicos, acessórios, roupas e brinquedos

Está não é a primeira vez que a compra online ultrapassa a barreira dos bilhões, sendo que em outras datas comemorativas do ano o comércio digital já tinha sentindo um crescimento relativo em comparação as compras em lojas físicas. Ou seja, cada vez mais as pessoas estão trocando as compras em lojas de shopping ou de centros comerciais pelas e-commerce.

Publicidade

Isso se deve a praticidade que essas compras online proporcionando, pois é bem comum durante o Natal as lojas estarem cheias, o trânsito ser maior, onde algo que poderia ser prazeroso de fazer, acaba gerando mais estresse ao comprador.

Compras online são impulsionadas pelo saque do FGTS

Compras online de Natal deve movimentar R$ 11,8 bilhões
Compras online de Natal deve movimentar R$ 11,8 bilhões – Foto: Pixabay

Esse crescimento das compras online se deu também graças ao saque do FGTS liberado pelo governo federal nos últimos meses. Essa liberação teve a função de colocar dinheiro na economia brasileira, ajudando o comércio em uma das datas mais rentáveis do ano.

Outra fator que ajudou no crescimento das compras online foi a queda na taxa de juros e o recebimento do 13° salário, tão comemorando pelos brasileiros. Segundo a Federação das Câmaras dos Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo (FCDLESP), no Natal os comerciantes esperam um crescimento de até 5% nas vendas em comparação a anos anteriores.

Publicidade

Isso estimula o crescimento e faturamentos das vendas, que pode chegar na casa dos 7%, com cerca de R$ 76 bilhões em 2019, de acordo com a FecomercioSP – Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo.

Comentários estão fechados.

Publicidade